segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Desabafo...

(foto retirada)..
..
O Menino Grande
.
Também eu, também eu
.joguei às escondidas, fiz baloiços,
tive bolas, berlindes, papagaios,
automóveis de corda, cavalinhos...
-
Depois cresci,tornei-me do tamanho que hoje tenho;
os brinquedos perdi-os, os meus bibes
deixaram de servir-me.
Mas nem tudo se foi:ficou-me,
dos tempos de menino
esta alegria ingénua
perante as coisas novas
e esta vontade de brincar.
Vida!
não me venhas roubar o meu tesoiro:
não te importes que eu ria,
que eu salte como dantes.
E se eu riscar os muros
ou quebrar algum vidro
ralha, ralha comigo, mas de manso...
-.
(Eu tinha um bibe azul...
Tinha berlindes,
tinha bolas, cavalos, papagaios...
.
A minha Mãe ralhava assim como quem beija...
E quantas vezes eu, só pra ouvi-la
ralhar, parti os vidros da janela
e desenhei bonecos na parede...)
.
Vida!, ralha também,
ralha, se eu te fizer maldades, mas de manso,
como se fosse ainda a minha Mãe...
-
Sebastião da Gama
..
..
Como eu queria por vezes adormecer no teu colo, mamã, e voltar a ser a menina que agora vejo aninhada nos meus braços!
Como queria enroscar-me no teu regaço e sentir a doçura da tua pele limpar-me as lágrimas que tantas vezes rolam ainda pela minha face!
Que saudades do aroma que me levava até ao descanso dos sonhos e que agora reconheço na carícia suave dos cabelos que suavemente afasto do seu rosto...
Como eu queria, meu Deus, por momentos que fossem, ter a liberdade de um papagaio de papel!
Sei que sou uma Menina Grande... mas queria tanto ser pequenina, só para não ter que encarar e lutar contra as maldades da Vida!

1 comentário:

Gabriela disse...

É lindo este poema de Sebastião da Gama!

Eu procuro o colo da minha mãe ainda hoje, porque só nele encontro alguma verdade, algum conforto... Aquele que tento transmitir ao meu filho tão desejado e tão amado.
A bem da verdade, ela também procura o meu colo com muita frequência!
Embora seja o meu marido que me leve, muitas vezes, ao colo nesta vida cheia de maldades, a verdade é que nada se compara ao colo da mamã!

Beijocas e bom fim-de-semana