segunda-feira, 29 de junho de 2009

Felicidade e brincadeira...

O fim-de-semana começou logo no sábado de manhã, pelas 8h30, quando te acordei para ires com o papá ao Festival Panda... Acordaste a sorrir, apesar do soninho que ainda era visível no teu rosto!
Toda a semana passada foi vivida na ânsia de ires ao Estádio do Dagão ver o Panda!
O ano passado não tiveste a oportunidade de ir (também não chegaste a saber!), este ano pudeste satisfazer a tua curiosidade em conhecer ao vivo os bonecos que vivem nessa caixinha mágica que te permite sonhar...
Engraçado é que o Panda nem é o teu canal preferido, nem os seus desenhos animados os teus favoritos!
Mas é óbvio que querias ver as Winx (que o papá diz ter sido a melhor parte do Festival), os irmãos Koala e a Estefânia da Vila Moleza!
-
Claro que mais que veres os bonecos, eram as brincadeiras que te atraíam... saltaste, pulaste e, pelo teu ar feliz, perdeste o medo das alturas!
Afinal, não era para ter medo de nada... "não tive medo, mamã! A senhora tinha um xinto que me segurava para eu não cair e eu subi muito alto!"
Uma manhã de brincadeira e de cumplicidade com o papá, que estes momentos a dois enternecem-me e unem-vos cada vez mais, colmatando os muitos momentos em que nestes últimos tempos nem sempre puderam estar juntos!
-
-

(foto retirada)


Diz o papá que o festival deixou muito a desejar, que poucos eram os divertimentos para as muitas crianças que lá estavam, o que fez com que não conseguisses andar em todos, já que, pelos vistos, as filas eram intermináveis!
Um preço exorbitante para um espaço que em muito falhou...
Sim, tu foste, o teu rosto a espalhar felicidade não me faz arrepender, mas que eu considero uma exploração cobrar a uma criança desta idade um bilhete quando se sabe, à partida, que nunca ela iria sozinha, considero! É absurdo cobrar outro bilhete ao acompanhante...
-

(foto retirada)
-

Quando chegaste à hora de almoço, o teu sorriso valeu por tudo... contaste-me, de brilho nos olhos, o espectáculo (à tua maneira claro!), disseste mesmo que o Panda tinha um lenço na cabeça como os cowboys, o que demonstra a tua atenção, já que o papá nem nisso reparou! Para ele, só as Winx fizeram o espectáculo todo. Quando ele dizia, a brincar, que as Winx eram muito bonitas, tu respondeste logo que "Não, as Winx são um pouquinho bonitas, mas a mamã... nós as duas, somos ainda mais bonitas!" :)
À noite, mais festa e brincadeira em casa... o aniversário do papá comemorado entre amigos! Brincaste com a E. e a I. como se tivesses dormido uma boa sesta, como se o cansaço nem sequer passasse por ti! Se não fosse eu, já depois da meia-noite, pegar em ti e levar-te para a cama, tu continuavas a brincar, a rir e a saltar até a festa acabar!
A tua energia surpreende-me, por vezes não consigo perceber como é que consegues aguentar tanto tempo...
-

O Mundo é teu, meu amor, podes descansar! Nada te fugirá... se depender de mim, quando acordares, voltarás sempre a sonhar!

sábado, 20 de junho de 2009

Finais de tarde

(foto retirada)
-
O calor chegou em força e com ele as picadas... é impressionante como és um alvo tão apetecível para estes malditos bicharocos... e é impressionante como as primeiras picadas são sempre na vista! Tu própria já dizes que os bichinhos gostam de te picar porque és docinha (o que te dizemos!) mas dá-me pena olhar para o teu rosto e vê-lo neste estado!
Antes de nanar, já és a primeira a pedir o autocolante repelente que colamos na tua cama para que estes malditos bicharocos se mantenham afastados de ti! :(
-

(foto retirada)

-
Mas o calor trouxe igualmente com ele a loucura dos mergulhos na piscina, os saltos intermináveis, as brincadeiras dentro de água! A minha memória vai guardando o teu riso contagiante, a tua alegria que se espalha pelo ar sereno destes finais de tarde, onde mimo e brincadeira se unem para tornar os dias ainda mais belos!
-

(foto retirada)-

Toda tu és a personificação da alegria de viver, da felicidade no seu estado mais puro... basta-te, simplesmente, ter-nos para ti!
Que seja sempre assim e que sejamos sempre a tua mais desejada companhia!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Especialmente para ti...




Pra que falar?

Se você não quer me ouvir

Fugir agora não resolve nada...

-

Mas não vou chorar

Se você quiser partir

Às vezes a distância ajuda

E essa tempestade

Um dia vai acabar...

-

Só quero te lembrar

De quando a gente

Andava nas estrelas

Nas horas lindas

Que passamos juntos...

-

A gente só queria amar e amar

E hoje eu tenho certeza

A nossa história não

Termina agora

Pois essa tempestade

Um dia vai acabar...

-

(Refrão)

Quando a chuva passar

Quando o tempo abrir

Abra a janela

E veja: Eu sou o Sol...

Eu sou céu e mar

Eu sou seu e fim

E o meu amor é imensidão...

-

Só quero te lembrar

De quando a gente

Andava nas estrelas

Nas horas lindas

Que passamos juntos...

-

A gente só queria amar e amar

E hoje eu tenho certeza

A nossa história

Não termina agora

Pois essa tempestade

Um dia vai acabar...

-

Sim, tenho a certeza que tudo vai passar, que em breve seremos novamente os protagonistas da história que nunca desistimos de interpretar...

Infelizmente, a luta pelo teu sonho, o teu desejo de melhorar, a concretização de determinados projectos de vida nem sempre são fáceis! O tempo é-nos obrigatoriamente roubado, a paciência diminui e, aos poucos, devido à falta de mais momentos juntos, sentimos que nos afastamos inconscientemente de quem mais importância tem para nós.

Sei que nem sempre demonstro os meus sentimentos da melhor maneira, nem sempre me expresso calma e devidamente, mas quero que saibas que apesar das lágrimas muitas vezes sufocadas ao longo deste último ano, da solidão muitas vezes disfarçada, o meu orgulho por ti é maior que nunca!

Estás prestes a concretizar o teu sonho, o nosso sonho! Custou, sim! Muito... quantas vezes tudo o que possuimos não foi posto em causa? Sim, doeu, muito! Mas, apesar de tudo, valeu a pena! Vale sempre a pena lutar pelo que desejamos, correr atrás dos nossos sonhos, querermos melhorar sempre mais, precisamos somente de ter a força suficiente para não deixarmos que os afectos se destruam...

Dolorosamente digo que valeu a pena, pois acredito (tenho de acreditar!) que brevemente voltaremos a ter tempo para olhar as estrelas, para sorrir um para o outro, para simplesmente olharmo-nos e, lentamente, voltarmos a descobrir-nos!

Sim, tenho a certeza, algo dentro de mim grita que por muito que as nuvens teimem em escurecer o céu, a tempestade em breve irá passar!

E, sim, amo-te muito, apesar de nem sempre o demonstrar!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Linda... :)

(foto retirada)-

-

A minha fonte de ternura diária...

a minha menina rebelde e impressionantemente meiga,

teimosa e infinitamente doce,

aventureira e assustadoramente dependente!

A minha princesa...

tão crescida mas, a meus olhos, eternamente pequenina!

O meu tesouro, a minha obra de arte, a minha vitória!

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Dúvidas...

(foto retirada)
-
Porque é que, mais cedo ou mais tarde na nossa vida, tudo o que julgávamos eterno, passa a ser incerto, uma mera ilusão?
-

Porque é que deixamos constantemente que o ritmo alucinante e egoísta do dia-a-dia faça com que, de repente, sentados ao lado de alguém, constatemos que quase não reconhecemos o que nós próprios construímos e conquistámos?
-

Porque é que não sorrimos, simplesmente, em vez de guardar a mágoa em nós?
-
-

Bastava um minuto, um breve segundo que fosse! Bastaria um simples sorriso, puro e inocente, como o de uma criança, e toda a magia voltaria!
-

Porquê?