quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Carente...

Quando chegámos a casa, hoje, não houve um minuto em que não me quisesses à tua beira e se por alguma necessidade saía da tua beira ouvia logo uma voz doce "Mamã, xenta aqui, à minha beira! Canta comigo" e claro, cantámos mil vezes as tuas adoradas músicas da Leopoldina, que de tanto ouvir, já conheces melhor que eu!
Foste jantar mas tive que te levar ao "colinho" e corresponder, entre cada garfada, ao teu pedido de "queo miminhos"! Jantámos bem, jantaste muito bem, entre risos e gargalhadas, conversas sem fim onde muitas vezes me dizias "eu goto muito da mamã" e se te dizia que eras linda e a minha paixão, a tua resposta era "tu tamén és linda... a mãe é a minha paxão"...
Antes de nanar, costumamos brincar um bocadinho no teu quarto, com os legos, os bebés, os puzzles e as peças, e nesses momentos deixo-me levar pelas tuas brincadeiras... sei que necessitas desses momentos entre nós as duas, sentes necessidade de mim e o constante "anda bincar comigo no meu quarto, tá bem?" mostra-me o quanto esse pequenos momentos são importantes para ti... sentes-me tua, parte integrante da tua vida, do teu mundo, das tuas brincadeiras.
No entanto, até nas brincadeiras me querias ainda mais próxima de ti... até o castelo de legos quiseste fazer no meu colo (o que foi um pouco difícil claro!), não sossegaste enquanto não me trataste, não fosses tu agora uma verdadeira "dotora" desde que o Nenuco pediatra chegou cá a casa...
Pegaste em dois bonecos, deste-me um, e criaste um diálogo digno da mais bela declaração de amor...
- eu xou o ursinho e goto muto da minha mamã!
- eu sou o teu amiguinho e também gosto muito de ti!
- e eu goto tamén de dar miminhos à minha mamã!
- e tu és linda sabes?
- e a minha mãe tamén!
(...)
Mas o que mais gostei de ouvir foi, quando foste tomar os xaropes, "A J. está muto feliz e contente", dando um xi tão apertadinho que consegui ouvir o bater suave do teu coraçãozinho!
-
Pediste-me para adormecer no meu braço e assim, bem abraçadinha a mim, senti-te embarcar para mais uma noite de sonho e aventuras...
-
-
Eu adoro quando estás assim, meiguinha e ternurenta, quando me fazes sentir que tudo vale a pena para te ver sorrir ou para receber um único beijinho teu mas, ao mesmo tempo uma certa tristeza encobre o meu olhar e invade o meu coração...
Será que não passas o tempo suficiente connosco... será que sentes assim tanto a minha falta... será apenas uma fase? Eu não me importo, meu amor, de te dar todo o mininho que pedes mas gostava de perceber as lágrimas e as birras que por vezes fazes só para estar comigo ou para me ter à tua beira!
Porque é que tem de ser assim? Porque é que se tem um filho e a Vida não nos permite passar com ele o tempo que ele necessita? Porque é que o tempo insiste egoistamente em nos roubar o que de mais precioso temos... os abraços, os beijos, os toques, os risos, as brincadeiras, os olhares?
Tenho tanto medo... por vezes tenho tanto medo, meu amor pequenino, que um dia me aperceba que te roubei muito de mim, ou muitos dos afectos que tanto significam para ti, para mim, para nós!
Mas se isso algum dia acontecer, só te peço para que nunca te esqueças que a mamã e o papá te amam da forma mais pura que pode existir, que te amamos desmesuradamente, que pensamos saber amar-te... o melhor que podemos... e sabemos!
--
-

13 comentários:

Cláudia disse...

Há dias em que eles estão assim...mimocas!
Eu também me sinto muito MÃE quando o Tiago me quer assim...
Só de pensar que ele já está tão grande e que qq dia vai quer ver-me pelas costas...lol
Nessa altura acho que vou engravidar outra vez, lol
Qdo eu tiver uns 55 anos...

Bjs grandes

María&Peste disse...

Há dias mais mimosos que outros...

O David estes dias também tem andado muito exigente com a minha presença....sempre foi, mas há alturas em que vai brincando um pouco sózinho, mas ultimamente prefere andar atrás de mim a ver-me nas tarefas do que a brincar...e que remédio tenho se não parar com o que tenho para fazer e brincar com ele?

Temos tão pouco tempo com eles que temos de aproveitar :)

Bjnhos grandes

Mamã Elsa disse...

Eu sou da opinião que é uma fase e uma maezite aguda.
Mas é tão bom quando nos pedem carinho e atenção.
Mas comprrendo na perfeição as tuas duvidas, porque tambem elas me assaltam.
Será que estamos com eles o tempo suficiente? E o que é o suficiente???
Mas aquela maxima de "quantidade não é sinonimo de qualidade" tambem esta sempre presente na minha cabeça.
Beijocas

Mamã Elsa disse...

Bom fim de semana.
A ver se conseguimos conversar.
Saudades tuas.
beijos

Andreia disse...

A Joana agora como está doente, quando está mais ou menos bem, anda sempre agarrada à minhas pernas! Até à casa de banho tenho de ir com ela ao colo :)

Mas eu adoro, estes miminhos, estes momentos, aproveitá-la bem, se bem que, infelizmente, não posso tê-la sempre "pendurada" em mim!


Também me preocupo se passo tempo suficiente com a Joana... a dependência dela em relação a mim é muita! Ela não quer mais ninguém, seja quem for...

Beijinhos

Ana Isabel disse...

Há dias que estão assim, até nós.
A C. ultimamente anda mt assim.
Bjs e bom fim de semana

Cristina disse...

Há alturas assim! De carência, ou de puro mimo. E sabe bem...

Bjos

Cristina

docinho disse...

Adoro os dias assim cheios de mimo... de carinho entre mãe e filha... valem por tantos dias menos bons ; )

Beijos carinhosos

Mãe-Galinha disse...

Há dias em que nós precisamos de mimar e outros em que são eles que nos pedem o mimo... Adoro quando é ela que pede miminho!

Bjs

dangerously in love disse...

Não há nada melhor que os mimos...sejam os nossos para elas, sejam os dela para nós...O melhor do mundo são os mimos...os abracinhos, os beijinhos..Tudo! beijinhos

Margarida disse...

Tão querida!!
A minha mãe já anda a sonhar que ela lhe diz "gosto de ti avozinha" eheh. Acho que hoje vou ser eu a sonhar com isso. Estou desejosa q ela fale!!

Mãe-Galinha disse...

Vai ao meu cantinho que tens lá miminhos!

Bjs

AnA disse...

As tuas palavras deixam transparecer a cumplicidade que existe entre uma Mãe e uma Filha... um belo poema de Amor...
Infelizmente na sociedade em que vivemos não podemos dedicar todo o tempo que queremos aos nossos tesouros, mas no tempo livre que temos é Amá-los com toda a força do mundo para mais tarde não nos arrependermos, por isso não tenhas medo, mima e deixa-te ser mimada pela Joaninha...
Bjocas