quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Incertezas...

Às vezes, meu amor, penso se terá sido a melhor opção ter-te feito nascer num país onde cada vez mais a incerteza prevalece e domina o estado de espírito das pessoas...
Será este país feito de injustiças e desilguadades o país certo para te ver crescer?
Será este país merecedor do teu sorriso, da tua alegria, da tua estonteante vontade de querer agarrar o Mundo e querer saboreá-lo com o arome doce dos teus sonhos e fantasias?
--
--
O nosso país faz sofrer, impede-nos de sonhar com a estabilidade emocional e profissional (sim, porque as duas não existem uma sem a outra!) que a felicidade plena exige... este país impede-nos de sonhar com oportunidades que, à partida, deveriam obrigatoriamente fazer parte da nossa vida...
A mamã estudou muitos anos, quase metade da idade que tem, e para quê? Para assitir agora ao desrespeito, quase mesmo à destruição, da sua classe profissional?
Sei que tenho sorte, mais sorte do que a maioria dos professores do nosso país... tenho tido sempre emprego, não no público, mas tenho estado quase sempre a trabalhar, por mérito próprio e com muito esforço, empenho e sacrifício da minha parte, desde que acabei o curso... digo «quase» porque, claro, não se pode trabalhar mais do que três anos seguidos senão o quarto contrato obrigaria à entrada para os quadros e isso... nem pensar! Proporcionar estabilidade a uma pessoa? Que utopia, que desejo mais absurdo...
Então, há que trabalhar três anos e parar um para depois... tudo recomeçar... e assim sucessivamente! Mas atenção, sempre com a certeza que nos fazem questão de dar todos os dias de que nada está garantido e que, a qualquer momento, podemos deixar de trabalhar...
--
E nesse ano, que fazemos... pedinchamos uma oportunidade, nem que não seja na nossa área? É tanta a vontade mas nem isso nos é permitido... as portas são-nos fechadas e os nossos sonhos, esses, vão sendo adiados!
A frustação, a tristeza, as dúvidas, o desespero invadem tantas vezes o meu coração... e tantas vezes me impedem de sorrir!
E eu só pergunto... para quê? Para quê tanto esforço, tanto sacrifício, tanto tempo para depois sermos postos de lado... Terá valido a pena?
--
Este país faz-me, infelizmente, duvidar, como já te disse aqui uma vez, meu amor pequenino, se realmente valerá a pena continuar a acreditar, se valerá a pena continuar a lutar se, depois, outros estarão prontos para nos arruinar os sonhos, os planos, os desejos, as ambições... o futuro!
--
--
E olho para ti, a dormir serenamente... tu, meu amor pequenino, minha fonte de vida e de força! Olho para ti e penso qual será o futuro que este país tão egoísta te reserva!
Eu só lhe peço uma coisa, que não te faça sofrer muito, que te deixe lutar, que te deixe sonhar, que te deixe ambicionar e conquistar, que te deixe, acima de tudo, vencer! Que te deixe acreditar que vale sempre a pena lutar... por muito que as batalhas sejam dolorosas! Só desejo que ele seja merecedor de um sorriso tão bonito como o teu, de um olhar tão terno, de uma gargalhada tão pura, de uma criança tão feliz!
-
Talvez assim, um dia, tu possas dizer (e como eu desejo que isso aconteça!) orgulhosamente que afinal de contas, é este o teu país...

15 comentários:

Rita disse...

Temos que acreditar... SEMPRE!!!

Digo eu que sou uma optimista por natureza!

Beijos

Cláudia disse...

Temos de ser optimistas...

Eu estou a contratos há 7 anos... É ilegal, mas a verdade é que o fazem...
E tenho contratos de 3 meses...
Vê a insegurança!

Mesmo assim, pretendo ter um segundo filho rapidamente.

um beijinho grande
pensa que tudo vai melhorar... tem de melhorar!

bjs

Ana Isabel disse...

Temos de optimistas, por mais que por vezes as coisas que acontecem nos façam perder essa vontade.
Bjs grandes e força

maria disse...

realmente portugal começa a ter cada vez menos razões para se viver.. mas enfim, há que pensar que tudo vai melhorar. São fases..
bjnhos

disse...

Também penso muito nisso, no futuro deles hoje tão pequeninos.
Acho que o que nos vale é o relogio biologico, são as hormonas, que nos incitam a ter filhos, porque qualquer pessoa que oense friamente , neste pais não tem filhos.

Beijinhos

docinho disse...

O melhor a fazer... é acreditar e não pensar muito nisso... incertezas... medos... todos temos... não vale a pena viver em função disso...
Aproveitar a vida e fazer dela o melhor que podemos... enquanto a temos!

Beijos incertos

María&Peste disse...

Só espero que quando for a vez deles, isto esteja melhor.....

Bjnhos

aminhaprincesa disse...

Acreditar....é a palavra de ordem, e sonhar muito para nos sentirmos um pouco felizes!

beijos

marta

Margarida disse...

É verdade!!
Eu fiz uma data de estágios e agora tenho o meu 1ºcontrato à séria, mas para fazer um trabalho q n é mm nada de especial... não precisava de curso superior para o fazer... :P Ando mtoo frustrada e já penso em mudar de área e tudo, mas... para qual? Todas as áreas estão mal, neste nosso país...

Luz de Estrelas disse...

É horrível. Entendo-te perfeitamente, apesar de não ser professora. Como podem fazer um País produtivo assim? A moral anda arrasada, ninguém tem segurança no trabalho...

Mãe-Galinha disse...

É complicado pensar em ter filhos na situaçáo em que o nosso país se encontra... mas temos de tentar ser optimistas! Isto tem que melhorar! Pior será impossível. Ou talvez não...

Bjs e desculpa n ter agradecido mais cedo a visita que fizeste ao blogue da minha Guigas. Volta sempre!!! Obrigada!

docinho disse...

Cucu???

Beijos a espreitar

cate disse...

Olá linda, tb eu tinha saudades imensas de te ler!
Sabes no que acredito, que temos de preparar muito bem os nossos tesouros para enfrentar este mundo! Que temos de lhes mostrar o verde da relva, o azul do mar, o quente do sol e daí tirar a força necessaria para enfrentar este mundo!
Beijinhos grandes
cate

Sobralzinho disse...

O problema é q a nossa revolta nao traz soluçoes =(

Mamã Elsa disse...

ESTAS REVOLTADA E TENS RAZAO. MAS É O PAIS QUE TEMOS.
TEMOS DE TER FÉ QUE VAI MELHORAR. QUE OS NOSSOS FILHOS VAO TER OPORTIUNIDADES MELHORES QUE AS NOSSAS.
VAMOS TRABALHAR PARA QUE ISSO ACONTECA