domingo, 25 de outubro de 2009

Nós...

(foto retirada)
.

-
Há seis anos atrás, o dia foi de muito frio, chuva e vento... No entanto, a magia que encobria o momento não nos deixava ficar tristes com o dia cinzento!
Foi um dia único e no qual, para além da oficialização do nosso amor, partilhámos a alegria de começar a dar os primeiros passos a dois numa tão desejada Vida repleta de sonhos, de objectivos, ilusões e promessas!
.
Desde esse dia, seis anos passaram...
.
Mente quem disser que os primeiros anos de casamento são uma constante lua-de-mel! Estes nossos primeiros anos foram, pelos menos para mim, os mais difíceis, onde a luta por todos os sonhos era uma constante prova diária à "força" e "resistência" dos nossos sentimentos... onde, de forma por vezes dolorosa temos de nos adaptar a diferentes formas de estar e pensar, em que temos que aprendar a partilhar um espaço que até então tinha sido sempre nosso, onde tivemos que aceitar que nem sempre as palavras trocadas são as mais acertadas ou, sequer, as desejadas no momento!
Passámos tempos complicados, tempos em que as lágrimas que teimavam em rolar muitas vezes nos fizeram duvidar, hesitar...
Adaptarmo-nos um ao outro foi (e é) tarefa por vezes dolorosa mas uma coisa é certa, sem o outro, nada faz sentido!
Tu sabes que nem sempre o nosso Amor é pacífico, nem sempre nos olhamos nos olhos como costumávamos fazer antes, nem sempre temos tempo para simplesmente dar a mão mas também sabes que basta a tua presença para que me sinta princesa dentro de um castelo cujas paredes sei (ou espero!) que nunca vão ruir!
Sabes que é por ti que chamo quando os fantasmas teimosos que habitam em mim me vêm perturbar a calma ou atormentar os pensamentos... é por ti que procuro sempre que me sinto sozinha ou desamparada... é a tua voz que tento ouvir quando o barulho ensurdecedor dos meus sentimentos não me deixam apreciar a beleza dos vossos risos... é contigo que quero continuar a batalhar, lado a lado, cumprindo a promessa de eternizar este nossa história de amor!
.
Quero que saibas, meu amor grande, que nunca, mas mesmo nunca, vou desistir do nosso Amor e dos sonhos que com ele construímos!
Quero que saibas, meu amor, que por muito que não o deixe transparecer, o meu orgulho em ti é enorme, assim como a minha admiração e o meu respeito!
Sei (admito!) que lidar comigo nem sempre é fácil, o vulcão que existe em mim nem sempre é simples de apagar mas sabes, só por isso, pela paciência, pela dedicação e pelas provas nem sempre visíveis de amor que já me deste, sinto-me a mulher mais feliz do mundo... por simplesmente te ter a meu lado!
O Amor não é fácil, nunca ninguém disse que o era... ainda hoje tentamos compreendê-lo, lidar com os obstáculos e rasteiras que ele nos prega mas acredito que, juntos, vamos torná-lo eterno!
Quero simplesmente que possamos parar um pouco, de vez em quando, para nos olharmos de novo como fazíamos porque sei que assim serei de novo a tua princesa...
Apesar das zangas, das lágrimas por vezes desnecessárias, das palavras magoadas, lembra-te de mim como se para o mar olhasses... por debaixo de ondas revoltas, a serenidade e beleza de um sentimento sem fim!
Um sentimento único, raro... feito de risos, lágrimas, atritos e cumplicidades, ciúme e ternura, palavras erradas e paciência... um sentimento repleto de contradições mas construído com uma única certeza, a certeza de que é verdadeiro...
.
Amo-te muito, nunca duvides, pois é a tua imagem que reconheço quando nos meus sonhos me vejo num futuro longínquo... sim, o nosso amor ultrapassará tudo e todos, voará por entre o tempo e, no final, independentemente de tudo o que possamos ter passado, seremos sempre nós!
.
Nós e o nosso amor...
..

2 comentários:

Cláudia disse...

Eu sabia que o nossos aniversário era próximo... parabéns para vocês também :)

bjinhos grandes

filomena bernardino disse...

Peço desculpa eu não queria escrever nada,mas achei este depoimento tão bonito,que lhe dou os parabéns, fui ver o blogger seguinte e apareci aqui.
Se muitas pessoas tivessem a sua formação, o mundo seria melhor.

Parabéns