quinta-feira, 26 de junho de 2008

Birras...

(foto retirada)
-

Detesto birras... não suporto quando te nego algo e choras como se o mundo acabasse naquele momento, como se a tua felicidade dependesse por completo do objecto desejado. Muitas vezes até se trata de algo banal, como um ovo de chocolate, como esta tarde.
Depois de te ter ido buscar à escolinha, levei-te, a ti e ao primo, a brincar num parque de insufláveis e outros divertimentos... adoras lá ir e eu adoro ver-te sorrir, saltar, brincar...´
À saída, embirraste que querias um ovo de chocolate, disse-te que não... desataste num pranto que só visto. Mil vezes não, mil lágrimas mais! Saíste a chorar, sentei-te na cadeirinha a chorar, enfim...
Meu amor, não é pelo ovo em si (ainda por cima ontem tinhas comido um!), mas tens que perceber que nem sempre as tuas vontades podem ser satisfeitas, que nem sempre as tuas birras vencem, que nem sempre a vida nos proporciona tudo o que desejamos.
Sim, meu amor, infelizmente ao longo do tempo temos que saber aceitar que nem sempre podemos ter tudo o que ambicionamos, que o nosso percurso está repleto de «nãos», que devemos aceitar e contornar, que nos ajudam e ajudar-te-ão a crescer e dar valor a tudo o que vamos conquistando com sacrifício e luta.
É óbvio que sofro por te ver chorar mas tens que saber aceitar que a mamã nem sempre te pode fazer as vontades, que o Mundo nem sempre gira à tua volta, que os teus caprichos nem sempre vencem...
No entanto, enerva-me ainda mais quando outras pessoas me olham como se fosse a pior mãe do Mundo, como se mostrar-te que basta pedires que a mamã te satisfaz a vontade seria a única e razoável solução para assim fazer secar as tuas lágrimas!
Não meu amor, não é assim... posso chorar igualmente por dentro por te recusar algo quando a minha vontade é oferecer-te o Mundo, posso chorar por ver as lágrimas rolar quando o meu desejo é poder evitar-te qualquer dor ou sofrimento mas penso que dizer-te "Não" ou nem sempre te fazer as vontades não faz de mim uma má mãe, não diminui certamente o Amor que sinto por ti!
E sei que sentes o mesmo... após algum tempo, já me agarravas o pescoço para mimos sem fim e beijinhos ternurentos!
-
É difícil educar, é difícil ensinar-te a viver e a crescer... será realmente que para ti sou de facto a mãe que desejavas?

9 comentários:

dangerously in love disse...

É mesmo muito dificil...as birras e fazê-las ver que não pode ser. Mas tem de ser...
Beijocas

Isabel disse...

é muitas vezes ao não satisfazeres todos os seus desejos que lhe dás a maior prova de amor!!!
sei que é dificil mas é o melhor... :)
beijinhos

ps - já tinha saudades de te ler...

Lurdes disse...

Eu sei bem o que isso é... estes dias tenho sofrido isso na pele. Mas é assim que és uma mãe excelente ... ao prepara-la para a vida, para o mundo em que vivemos. Ser mãe não é fácil... mas é ao mesmo tempo gratificante!
Beijinhos e muita paciência
Lurdes

Carla Santos disse...

ai as birras, por aqui também há tantas e por vezes não sei viver com elas !
vamos ser capazes, vais ver ....aposto que somos mais teimosas :)

beijos da carla :)*

Cristina disse...

Eu, às vezes, perco mesmo a paciência... Tanto choro. À dimensão deles!

Cristina

Gabriela disse...

Não é fácil dizer "não", não é fácil contrariá-los, vê-los chorar, mas sabemos que tem que ser, que faz parte do processo de crescimento.

Repara, eu tenho muita dificuldade em recusar algo ao Ricardo, mas o meu marido fá-lo sem hesitar. Acreditas que ele prefere o pai que a mim!? Respeita mais o pai.
Gostava de ser mais ponderada e objectiva, mas não sou capaz. Quando o Ricardo chora, mesmo sendo uma birra, associo o choro ao sofrimento e pumba... caio no erro de o super-proteger!
Estás a educar a tua filha. Ambas sabemos que não é tarefa fácil!
Beijocas

Sandra e Afonso disse...

Disseste tudo... por mais que custe às vezes temos mesmo que dizer não... eu ando à aprender isso, e está a custar... mas é pelo bem dele!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Mamã dos Diabinhos disse...

Claro que és, não duvides disso!
Mas os "nãos" tem de ser ou hoje ou mais amanhã...e quanto mais cedos forem mais depressa começam a entender...
Educar é uma tarefa nmuito dificil.
beijos desaparecidos

Cila & Di disse...

Pois é...por vezes é mesmo dificil fazê-los entender que não pode ser tudo como eles querem e depois fazem birras de pôr os cabelos em pé!!!
Beijo