quinta-feira, 19 de junho de 2008

Rescaldo...

E as duas primeiras noites como "menina gande" nem correram muito mal. Pelo menos correram muito melhor do que eu estava à espera! Muito irrequieta e agitada (pouco faltava para a tua cama parecer um espectáculo circense!), de lágrima fácil e beicinho, assim passaste a primeira noite! Muitas vezes tive de perguntar se realmente já eras uma menina crescida porque se assim fosse nanarias... A tua cabecita a acenar sempre que sim contrastava com os teus movimentos... mexias-te, viravas-te e voltavas a virar! Pensei que se calhar não irias conseguir mas após uma hora e meia lá te deixaste vencer pelo sono! Dez e meia e tu entravas no mundo mágico dos sonhos!
Ontem, a história repetiu-se... mas desta vez sem beicinho nem lágrima, apenas a agitação permaneceu! Novamente às dez e meia adormeceste...
-
Mais uma conquista minha boneca! Sinto-me orgulhosa de ti... Espero que a tua determinação te acompanhe em todas as tuas decisões ao longo da vida! Para te mostrar que nem sempre é fácil atingir os nossos objectivos, para te fazer ver que devemos levar as nossas decisões até ao fim, para te mostrar que por vezes vencer significa também sofrer não recuei e não te dei novamente a chupeta!
Quero que te orgulhes sempre das tuas decisões, independentemente dos seus resultados... Quero que entendas que crescer é mesmo assim... uma constante dicotomia de sentimentos... para alcançar a felicidade o sofrimento por vezes aparece!
-
Mas lembra-te sempre de uma coisa, meu amor, tudo tem mais sabor quando alcançado com sacrifício...

5 comentários:

A mamã disse...

tadinha ..custa mas vai ultrapassar
mil beijinhos e parabéns
paula

Cláudia disse...

Pois é, radinha...
mas vai tudo correr bem...

Uma beijoca grandeeeeeeeeeeee

Cláudia disse...

tadinha, não é «radinha»
lol

Lurdes disse...

Parabéns por mais uma conquista. Mais uma vez tenho que te dizer que adoro a tua maneira de escrever. Os teus posts transmitem muito sentimento. Eu adoraria escrever assim e conseguir arranjar palavras para o que sinto. É esse um dos meus problemas.
Mas é verdade o que dizes. Para se alcançar a felicidade é preciso sofrer um pouco e fazer sacrifícios. O mais importante é ter paciência e preserverança. Mas custa tanto vê-los sofrer não é? Sofremos a dobrar.
Beijocas
Lurdes

Mamã dos Diabinhos disse...

Muitos Parabens, mas devia ter-lhe custado imenso... a Ela e a Ti!
beijos