segunda-feira, 28 de maio de 2007

Lua...

Adoras a lua… Tens um fascínio tão grande por ela que por vezes até me comove! Ainda hoje, quando voltávamos para casa, ouvi a tua vozinha, mais uma vez a perguntar e responder ao mesmo tempo Onde está a lua?, e imediatamente depois, pois não respondi no segundo seguinte, Olha mamã, a lua tá no xéu ! É linda, a lua é linda! Eu pergunto-te pelas estrelas e tu quase em simultâneo no xéu ó mamã! Ollha! Uma, outa e outa!

Sim filha, a lua é linda mas está tão longe, não é? Se pudesse, dar-te-ia a lua para que a pudesses contemplar sempre que quisesses… a lua, as estrelas, enfim, o Universo! Mas sabes, um dia vou tentar explicar-te que a lua, essa lua que tu tanto idolatras, é como alguns sonhos que nós vamos tendo… sonhos que gostávamos de tornar reais mas que nem sempre conseguimos alcançar! Espero um dia ensinar-te que nem sempre é fácil conseguir atingir os nossos objectivos, por muito que os desejemos! Como a lua, bebé, que é tão linda a teus olhos mas tão difícil de tocar, não é?

Prometemos-te, eu e o papá, que vamos tentar sempre ajudar-te a concretizar os teus sonhos, nem que para isso tenhamos de mover montanhas, mas também te prometo que te vou tentar mostrar que, por vezes, é preciso sofrer para conseguirmos aquilo que desejamos! Dói, é verdade, mas acredita, meu amor, que serão essas as vitórias que mais vais saborear… pois serão aquelas pelas quais mais terás lutado, mais terás investido, mais terás dado de ti! Quero também que um dia saibas lidar com as derrotas, com os sonhos inatingíveis e que desses tires lições para a vida, mas também quero que saibas apreciar cada vitória, cada sucesso como um passo importante para a tua formação, para o teu crescimento, para a tua felicidade!

Por enquanto, o mundo é todo teu, feito com as cores vivas da tua imaginação, da tua inocência, da tua imensa alegria de viver! Espero que ele continue assim por muito tempo, repleto de sonhos e magia. Sei que não será possível, por isso meu amor, o meu único desejo é conseguir ensinar-te aos poucos a viver neste mundo tão diferente daquele que o teu olhar doce e meigo aprecia, ensinar-te a viver nele, a lutar, a vencer, a perder mas sempre, e acima de tudo, a aprender com ele! Aprender a ser feliz e a nunca deixar de olhar para a lua!

Realmente a lua é linda, filha, única e misteriosa, como tu…

Sem comentários: