domingo, 19 de abril de 2009

(Im)perfeição...

(foto retirada)
-
Se há dias em que para ti basta olhar,
para qualquer obstáculo conseguir ultrapassar,
Outros há em que somente sozinha me apetece estar,
para que de tudo o que me entristece me consiga afastar...
-

Se o teu sorriso basta para a minha vida iluminar,
quantas lágrimas tantas vezes tenho de abafar,
Porque simplesmente sinto que não estou a conseguir ter,
a paciência e a calma que descontrolavelmente sinto fugir do meu ser...
-

Não te vou dizer que não há dias em que desejaria me isolar,
longe do barulho e da agitação que fazem o meu coração palpitar,
Mas posso te jurar, meu amor, que és tudo o que sempre quis alcançar!
-

Não te vou dizer que não há dias em que tento não chorar,
por simplesmente não conseguir ser a Mãe que tanto desejei ser,
Mas posso te jurar, meu amor, que sou quem mais te poderia amar!


--

Há dias em que simplesmente constato que nem sempre o que sonhámos é o que vivenciamos, que nem sempre conseguimos ser o que desejamos, que nem sempre a paciência é grande o suficiente para acompanhar o ritmo estonteante da tua alegria, do teu desejo infinito de descobrir o mundo...
Sinto que na constatação da minha imperfeição me vou descobrindo todos os dias, aprendendo a lidar com este sentimento avassalador que veio invadir a minha alma!
Posso certamente não ser a Melhor, mas tentarei sempre dar o Melhor de mim...


2 comentários:

Mamã da Rafinha disse...

Muita força minha querida, como tudo na vida existem sempre momentos menos bons:(((

Beijinhos carinhosos de boa semana
mas cansados:(

Mary disse...

Lindo, lindo, lindo! Mas olha ... este teu texto podia ser escrito por mim. Acontece-me o mesmo ... tal e qual. Tento ser a melhor mãe do mundo, mas infelizmente tem dias que a paciência (falta dela) não me permite ser como eu gostaria de ser SEMPRE, todos os dias!
Mas infelizmente não somos perfeitos. Mas acredita que ela não se vai lembrar dos dias menos bons mas dos outros TODOS (que são mais) maravilhosos!
Bj gde