terça-feira, 21 de abril de 2009

Contos de fadas...


"Os Músicos de Bremen" é o mais recente espectáculo da companhia de teatro Jangada e tem como principal público-alvo as crianças.
A peça retrata a história de um burro, um cão, um gato e um galo. Cada um deles fala da sua experiência e da razão que os levou a deixar os respectivos donos. Iam ser abandonados ou mordidos pelos antigos amos.
Os quatro animais têm agora em comum a velhice. São anciãos que não se sentem, nem querem vir a sentir, como trapos velhos. Unidos serão mais fortes.
-
-
E o teu dia foi marcado por mais um lindíssimo conto de fadas ao qual, juntamente com os teus amiguinhos da escolinha, foste assistir...
Um conto extraordinário, uma lição de vida que talvez só daqui a uns anos percebas! A luta pela liberdade, pelo direito à felicidade, a força da amizade, a importância dos sonhos...
Adoraste e mal chegaste disseste-me que tinhas ido ver "Os músicos de Bemen"... Se eu sabia quem eram os músicos? :) "Sabes, mamã, era uma história de animais... um burro, um cão, um gato e um galo, sabes?"
Sim, sei, meu amor, e sei que adoro ver os teus olhinhos brilhar sempre que recontas uma história, sei que gostaria que nunca perdesses esse teu dom de sonhar e acreditar que o Mundo pode, de facto, ser um conto de fadas... como aqueles que te fazem sonhar...
-
Há pouco (ao contrário de ontem, em que nos zangámos porque simplesmente não dormias, só à meia-noite o sono venceu, não fazias nada do que te pedia, respondias torto!), adormeceste nos meus braços... de mãos dadas comigo! Desde que chegaste da escolinha, estiveste sempre muito meiguinha, sempre de volta de mim... penso que foi a tua maneira de me mostrar que sabias que ontem te tinhas portado mal e que a mamã tinha ficado triste!
No escuro enternecedor e apaziguante do teu quarto, abraçaste-te a mim, a tua cabecinha na minha! Deixei que o teu aroma me entorpecese os sentidos, deixei que a tua doçura e a tua serenidade me invadissem o coração...
E, assim, unidas por alguns momentos, desejei ser novamente criança, ter o poder inato de brilhar e sempre acreditar que tudo é possível, sempre!

1 comentário:

Cristina disse...

:) Deve ser bem giro!

cristina