quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Adivinha quanto gosto de ti...


Adivinha quanto gosto de ti - André Sardet


Hoje cedinho, bem cedinho, enquanto vinha a caminho da escola ouvi esta música... Lembrei-me imediatamente de ti e da nossa conversa de ontem, quando agarradinha a mim, te preparavas para nanar! Contavas-me a história de uma andorinha que tinha ido para uma quinta onde não fazia tanto vento e onde não havia tanta chuva e que nessa quinta estava também a ratazana com os seus filhotes pequeninos, "os ratinhos, mãe, sabes?". Contavas-me que os ratinhos tinham muito medo da chuva e do vento mas que tu não, que eras grande. Mas que a mamã ratazana estava a tomar conta dos filhinhos para eles não terem frio nem chorarem.


Disse-te que era normal, que a mamã dos ratinhos gostava muito deles e que os queria proteger de tudo os pudesse fazer chorar! Como a mamã contigo... :)


- Sabes J., as mamãs querem sempre que os filhotes sejam felizes, que não chorem! A isto se chama amor!


- Sim, mas eu não tenho medo da chuva e do vento... tenho é de comprar outo guarda-chuva da Dora! :)


- Sim, não tens medo... mas sabes que a mamã vai gostar sempre muito, muito de ti e se por acaso algum dia tiveres medo, eu estarei sempre aqui, não sabes? A mamã gosta muito de ti, daqui...


- Até ao xéu... E eu gosto de ti tamém daqui até ao xéu!


- Ai é, olha, eu gosto de ti daqui até às estrelas!


- Mas (muito surpreendida!), mamã, eu não xei voar, eu não xou a andorinha, não tenho asas, xou uma pessoa!


- Sim linda, eu sei, mas sabes, se quiseres também podes voar, a sonhar...


- Não poxo, ó mãe, já disse, não tenho asas! :)


- Não há problema então. Faz assim, sempre que olhares para as estrelas, lembra-te só que a mamã gosta muito de ti, tá bem?


- Xim...

(e adormeceste!)

-Um dia vais perceber linda... vais perceber que realmente nunca conseguirás mesmo medir a imensidão do meu amor, nunca serás mesmo capaz de adivinhar o quanto gosto de ti...

Olha simplesmente para as estrelas... elas murmurar-te-ão que esse Amor, esse Amor é simplesmente infinito!

7 comentários:

Isabel disse...

é mesmo isso... o nosso amor por eles é infinito... :)
adoro essa música....
:)
um abraço

Mamã dos Diabinhos disse...

Recuperada?

Que delicia de conversa.
Beijos

Angi e Bia disse...

Vim espreitar...
Que maravilha...não se consegue explicar tamanho Amor...não é???
Bjocas Grandes

Perlim-Pim-Pim disse...

Olá! Venho convidar-te a visitar o Perlim-Pim-Pim! Lá podes encontrar muitas ideias para o Natal ... e não só!!

Beijinhos Perlim-Pim-Pim

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, adorei este texto!O amor por um filho é, de facto, muito, muito delicioso!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

mar disse...

Que doçura...
Lá em casa também já se canta essa música :)
Bjs

Silvia disse...

é mesmo mágico o q nasce em nós no momento em q somos mães