sexta-feira, 26 de março de 2010

Estudar...

A minha princesa anda numa fase em que quer a todo o custo desenhar as letras de forma perfeita... E é tão giro ver o empenho com que dedica à tarefa! Com a sua mãozita esquerda, lá preenche páginas e páginas de letras (maúsculas e miúsculas, como ela diz) com uma dedicação que eu gostaria que se prolongasse ao longo de todo o seu percurso escolar.
No entanto, se há coisa de que não tenho pressa, é que ela cresça... não quero que deixe de ser criança cedo demais, que a sua ânsia de não falhar se sobreponha à necessidade de sonhar!
Ontem, depois de ter preenchido umas três páginas com letras e mais letras (sem antes ter chorado baba e ranho porque não fazia as letras da mesma forma que a educadora, porque "sim, tu és pofessora, mas não és pofessora dos meninos da creche"!), elogiei-a pela perfeição do seu trabalho e disse-lhe que podia ir brincar, que podia ir ver um pouco os desenhos animados.
Muita séria e admirada (sim, de facto, meu amor, quem me dera poder fazer o mesmo no meu dia-a-dia!) diz-me ela:
- Mas ó mamã, eu tenho que estudar!
-
Ó meu amor, vai brincar, a sério! Não percas nunca esse entusiamo mas não queiras deixar de ser tão rapidamente a minha menina... E não estranhes a mamã ficar admirada com tanto empenho e dedicação! É simplesmente porque em dez anos, nos seus muitos alunos, a mamã quase já não consegue acreditar que ainda possa existir tanto desejo em aprender, em querer saber sempre mais! :)

2 comentários:

beedrill disse...

como te entendo , esse desejo de perfeição assusta nesta idade...por aqui também se chora muito quando acha que não está perfeito...também acho que devem aproveitar a infancia , mas é uma questão de personalidade.
beijos e bom fim de semana

Gabriela disse...

Realmente, a tua princesa é um elemento raro na sociedade, porque a maioria das crianças procura ser rápida na execução, de modo a dedicar-se às actividades que requerem menos esforço.

O meu filho não é perfeccionista a desenhar, a contruir, a contar ou a escrever algumas letras( só as iniciais dos nomes, porque ele ainda não tem 4 anos), chega mesmo a ser palerma, pois começa a fazer palhaçadas para desviar a nossa atenção e isso entristece-me, embora não o demonstre. No entanto, para a idade, é um menino correcto a exprimir-se e tem uma característica genial, pois auto-corrige-se, quando pronuncia mal uma palavra. Acho imensa graça quando ele repete a palavra dezenas de vezes até a pronunciar bem!

Aproveita bem estes 3 dias!
Páscoa feliz!

Bjs