quinta-feira, 17 de junho de 2010

Declaração de amor...


.
.
A passear, pediu qualquer coisa. Lá lhe expliquei que não podia ter tudo sempre que lhe apetecia, que não havia moedas para tudo e que, por isso, tinha de saber esperar.
O pai, na brincadeira, e também para ver o que ela respondia, disse-lhe:
- Já sei, J., vamos vender a mamã assim podemos comprar o que quisermos!
- Mas eu quero a minha mamã!
- Sim, mas ela deve valer muitas moedinhas :) e assim podemos comprar muitas coisas!
- Não, já disse que não, eu prefiro não ter nada e ter a minha mamã! (e agarrou-se às minhas pernas!)
.
.
A sério, fiquei tão feliz por ela saber que ela prefere os sentimentos aos bens materiais! Acredito que foi a declaração de amor mais pura e genuína que recebi até hoje! :)
.

3 comentários:

María disse...

Que doçura de filha:))))
Sim, melhor que essa declaração não há :)

Beijoca
María

beedrill disse...

que linda...afinal os papás são o mais importante bem material deles , não é?
beijinhos

Ana Raquel disse...

Uma linda resposta... Ficaste toda babada!!!!:)
Bjocas