quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Natal...

NATAL
-
Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.
-
Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade!
Meu pensamento é profundo,
'Stou só e sonho saudade.
-
E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!
---
Fernando Pessoa
-
-
Que belo poema mas tão repleto, no entanto, de tristeza e melancolia...
Um texto que desconhecia e que me fez reflectir e constatar o quão doloroso e frio pode ser esta época para tantos seres humanos!
O Natal é de facto, a união da família, a troca de afectos, o sabor das recordações trocadas, as memórias partilhadas, os laços reapertados, as saudades acentuadas mas... quanta solidão, quanta dor, quanto sofrimento, quantas lágrimas não serão de facto a única companhia de tanta gente nesta época que deveria ser exclusivamente de troca e ternura?

5 comentários:

Sandra e Afonso disse...

Pois, é ao pensar nessas coisas que temos que agradecer tudo o que somos e temos.
Apesar de triste, não deixa de ser lindo o poema.
Beijinhos para voces!

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Mamã dos Diabinhos disse...

O poema é lindo, tb não conhecia, mas triste de facto.
Às vezes esquecemo-nos de quão triste pode ser o Natal para algumas pessoas.
Beijos

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, é verdade, o que mais me dói é a solidão dos idosos, das crianças, dos sem-abrigo...
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

Cristina disse...

É bem verdade!

Cristina

dangerously in love disse...

Minha querida...podes crer...quem passa sozinho..quem recorda a época com tristeza.

Enfim...um beijinho grande para ti e outro para a Joaninha